• Home
  • Sobre o Blog
  • Colaboradores
  • Parceiros
  • Resenhas
  • Contato
  • Jardins da Lua - Steven Erikson - Editora Arqueiro!!!






    Todos sabem que sou muito fã de livros de fantasia e quando a Editora Arqueiro anunciou o lançamento de Jardins da Lua já coloquei na minha lista de prioridades, com certeza é um dos melhores do gênero a qual muitos vão adorar, a leitura é bem complexa e é avisada previamente pelo autor no prólogo.


    Nessa história vamos conhecer um universo incrível, o Império Malazano é o principal reino deste universo, ele é originado na ilha de Malaz, situada na costa do continente de Quon Tali e está em guerra, ele é comandado pela Imperatriz Laseen que traiu e assassinou o Imperador Kellanved e seu companheiro Dançarin. Em busca do poder de todo o Império Malazano, Laseen faz uma ofensiva ao continente de Genabackis, a qual tem total domínio de praticamente todas as Cidades Livres, que é um conjunto de cidades com ricos recursos a serem explorados, mas a maior e mais preciosa delas, Darujhistan a Cidade do Fogo Azul, resiste bravamente e entre muitos que lutam contra o poder de Laseen é Anomander Rake O Senhor da Cria da Lua, seres ancestrais Tiste andii, que com sua espada Dragnipur é capaz de enviar as almas de deuses e mortais para serem aprisionadas.

    A Conselheira Lorn, pessoa de confiança da Imperatriz Laseen, é enviada para Darujhistan para averiguar os Queimadores de Pontes, mas seu principal objetivo é outro e de suma importância nessa busca pela conquista de Darujhistan, em meio a tudo isso temos Ganoes Stabro Paran, nobre de nascimento que abandonou sua vida na corte para se tornar um oficial do Império Malazano, que depois de conquistar a confiança de Lorn e é designado para comandar os Queimadores de Pontes, e lutará muito para sobreviver no meio de um jogo orquestrado por deuses e outras criaturas.

    Muita coisa acontece no decorrer da história em um mundo fantástico, habitado por grandes reinos, magos e alto magos, deuses, feiticeiros, bruxas, grandes guerreiros, assassinos cruéis, dragões e algumas criaturas distintas; desta maneira não temos necessariamente um protagonista e sim vários personagens de suma importância para a trama e com seus vários pontos de vista que durante a história mostram acontecimentos diferentes.

                           Ben Ligeiro e os Queimadores de Pontes “ajudando” Hairlock após a batalha em Pale.



    Entre eles vou ressaltar alguns, pois são muitos e todos agregam muito no livro, assim além dos já apresentados temos Tattersail, uma das feiticeiras do Segundo exército e leitora do Baralho dos Dragões, Tayschrenn, Alto Mago da Imperatriz, Piedade, uma assassina mortífera com aparência de uma jovem e uma das mais novas recrutas dos Queimadores de Pontes, Ben Ligeiro é do Nono Pelotão dos Queimadores de pontes, mago muito poderoso das Sete Cidades, Hairlock é um mago do Segundo Exército e rival desagradável de Tayschrenn, Sargento Whiskeyjack é Sargento dos Queimadores de Pontes do Nono Pelotão e antigo comandante do Segundo Exército, Dujek Umbraço é o Alto Punho dos Exércitos Malazanos na campanha de Genabackis, Kruppe é um dos frequentadores habituais da Taberna da Fênix e morador de Darujhistan, é um homem de falsa modesta e tem certo poder nos seus sonhos onde entra em contato com entidades antigas, Crokus Jovemão, um jovem ladrão que encontra logo no início uma moeda com o poder dos deuses da sorte e acaba envolvido em várias situações sem nem perceber a gravidade do que está acontecendo, Baruk, um Alto Alquimista da Comspiração T’orrud, conspiração de Darujhistan, Rallick Nom, Jovem Toc, Violinista, Marreta, Bellurdan e muitos outros a qual tem igual importância na trama.

    O autor Steven Erikson nos presenteia com uma história eletrizante e de tirar o fôlego, com personagens e cenários incríveis, grandes cidades, enormes florestas, muito mistério, magia com povos humanos e não humanos, feitiçaria, como os labirintos que são dimensões paralelas, existem vários labirintos e cada um tem suas particularidades, diversas intrigas, mistérios, artimanhas políticas, mentiras e reviravoltas, as cenas das batalhas são fantásticas e de tirar o fôlego vale ressaltar também o destaque das personagens femininas na trama, fortes e bem construídas e de igual poder com os homens. 



                                                             A Cria da Lua. Por Kekai Kotaki




    A história é sobre o Império Malazano e não tem um personagem principal, como já mencionei são vários protagonistas e todos bem construídos, a leitura flui bem apesar de nas primeiras 150 páginas a gente se sentir meio perdido, pois a todo o momento são inseridos novos personagens e novos acontecimentos, o autor joga o leitor no meio da trama a qual tem que se virar se ambientar e entender a história e por esse motivo muitos vão odiar, mas confesso que vale muito a pena persistir nessa forma de escrita diferente do autor.

    Só posso elogiar e recomendar a obra, a edição do livro que Editora Arqueiro produziu é excelente, com mapas, desenhos dos personagens na contracapa, glossário e tudo o mais, esse é o primeiro da série de dez livros e não vejo a hora de ler o segundo volume.







                                                 Anomander Rake, O Senhor da Cria da Lua.








    Segue abaixo a sinopse do livro:














    Sinopse: Jardins da Lua - O Livro Malazano dos Caídos - Steven Erikson













    Desde pequeno, Ganoes Paran decidiu trocar os privilégios da nobreza malazana por uma vida a serviço do exército imperial. O que o jovem capitão não sabia, porém, era que seu destino acabaria entrelaçado aos desígnios dos deuses, e que ele seria praticamente arremessado ao centro de um dos maiores conflitos que o Império Malazano já tinha visto.

    Paran é enviado a Darujhistan, a última entre as Cidades Livres de ­Genabackis, onde deve assumir o comando dos Queimadores de Pontes, um lendário esquadrão de elite. O local ainda resiste à ocupação malazana e é a joia cobiçada pela imperatriz Laseen, que não está disposta a estancar o derramamento de sangue enquanto não conquistá-lo.

    Porém, em pouco tempo fica claro que essa não será uma campanha militar comum: na Cidade do Fogo Azul não está em jogo apenas o futuro do Império Malazano, mas estão envolvidos também deuses ancestrais, criaturas das sombras e uma magia de poder inimaginável.
    Em Jardins da lua, Steven Erikson nos apresenta um universo com­plexo de cenários estonteantes e ações vertiginosas que mostram por que esta é considerada uma das maiores sagas épicas.





                                                                 A batalha por Pale








    8 comentários :

    1. Oie =)

      Como gosto bastante de fantasia esse livro já está na minha lista de desejados. O problema é que não sei quando vou poder conferir a história, já que tenho vários outros livros na frente rs...

      Ótima resenha!

      Beijos;***
      Ane Reis | Blog My Dear Library.

      ResponderExcluir
    2. Gostei da resenha Marco. Me pareceu ser uma fantasia bem interessante. Abraço!

      www.newsnessa.com

      ResponderExcluir
    3. Oi, Marco!!!

      A Camila leu esse livro e me falou da complexidade, mas que também vale muito a pena. Gostei de saber que você gostou também. Parece ser incrível. E uma série bem longa também. Hahahahaha

      Já está na minha lista! ;)

      Bjs

      http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    4. Ainda não li, amei a resenha.

      http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    5. Nossa! Babei nessa resenha! Eu que nem curto muito o gênero, fiquei tentada a ler.

      Bjksssss

      ResponderExcluir
    6. Eu também gosto muito do gênero fantasia, mas nao estava sabendo desse lançamento. Pelo menos que eu lembre. Quero muito ler...curto tramas eletrizantes e de tirar a o fôlego como você disse.
      Beijos,
      Monólogo de Julieta

      ResponderExcluir
    7. Oi Marco,
      A trama parece ser bem interessante, mas o fato de ser uma série muita extensa me desanima um pouco, então não sei se leria no momento.

      *bye*
      Marla Almeida
      http://loucaporromances.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    8. Olá, Marco.
      Eu quis esse livro desde que vi ele nos lançamentos da editora. Mas quando vi o tanto de livros achei melhor esperar todos serem lançados para começar a ler. Achei o enredo bem complicado e acho que se demorar muito para sair os outros vou esquecer os detalhes hehe.

      Prefácio

      ResponderExcluir